Imagem com Logo e Redes Sociais do Mundo Mar

Os impactos econômicos dos Super Yachts

Até que ponto a Economia do Mar afeta na economia local?


É mais do que comprovado que a Economia do Mar vem auxiliando economicamente em vários lugares do mundo e não diferente foi a apresentação dos resultados do estudo realizado pela The European House-Ambrosetti sobre o impacto sócio econômico dos Super Yachts na capital da Ligúria, mostrando o quanto se deve valorizar esta economia que ainda é muito pouco explorada por exemplo aqui no Brasil.


Com impacto direto de mais de  369 milhões de euros e com geração direta de 2 mil empregos e uma contribuição no PIB da região da Ligúria de 133 milhões, os números confirmam que a náutica profissional é mais uma vez um motor de desenvolvimento deste território que cada vez mais aposta neste mercado.

O estudo foi apresentado durante o workshop Grandi Yacht: um recurso estratégico para Génova, a capital internacional do mar  em que participaram operadores náuticos profissionais e instituições e baseia-se na análise de dados das atividades econômicas das empresas associadas à Genova for Yachting e na criação de um modelo econômico específico que introduziu um índice denominado TEEI - Total Equivalent Economic Impact , um indicador que atribui a diferentes categorias dimensionais um valor de impacto econômico total equivalente por presença. 

Em 2019, as empresas registradas na associação administraram 1.800 escalas de iates para 46.000 dias de permanência; cerca de 7 mil tripulantes moraram na cidade ao longo do ano.

O estudo teve como objetivo mensurar e compreender a extensão dos impactos e repercussões econômicas e sociais do setor, a fim de identificar as oportunidades de desenvolvimento relacionadas à região. 

Graças à complexidade e transversalidade das 50 realidades que compõem a associação Genova for Yachting, e que compartilhou dados orçamentários, suprimentos e atividades de seus membros, o estudo analisou e mediu os tipos de gastos ao longo de toda a cadeia de suprimentos e, portanto, pela primeira vez, quantificou o impacto total, criando um índice - Impacto Econômico Equivalente Total (TEEI) - inovador, objetivo, ponderado e equivalente a uma estadia de um dia em Gênova, por exemplo.


Uma inovação de um indicador sintético que atribui às várias categorias dimensionais a um valor de «impacto económico total equivalente por presença» que tem em consideração o impacto direto nas marinas, serviços e estaleiros de cada classe de comprimento; indireto nas cadeias econômicas downstream e upstream; induzida, como efeito do consumo conseguido graças aos salários pagos aos trabalhadores do setor e aos setores ativados.

A European House-Ambrosetti calculou assim o impacto econômico total (TEEI) que um iate entre 36 e 50 metros de comprimento cria em média 8.805 euros em apenas um dia na região. 


Este valor aumenta exponencialmente com o aumento do comprimento dos barcos, em até mais de 45 mil euros se o iate tiver mais de 75 metros. A partir dos dados reais das empresas do cluster de iates profissionais da região e que em 2019 administrou mais de 1.800 escalas de iates e acolheu as embarcações nas suas instalações (estaleiros, marinas, agências) num total de 46.350 dias de permanência global, foi assim possível quantificar o impacto econômico total da navegação profissional na região da Liguria para o ano de 2019 em 369 milhões de euros . Também foi possível detectar o nível equivalente de empregos gerados, que foi superior a 2 mil unidades .

Surge ainda a fotografia de um setor que em 2019 concorre por 133 milhões de euros à formação do PIB da Ligúria, ao longo de uma cadeia de abastecimento articulada e diversificada:


Setor náutico (39,8%),

Manufatura (15,4%),

Material elétrico (7%),

Serviços imobiliários (8,7%),

Atividades profissionais (4,3%),

Comércio (3,6%),

Transporte e armazenagem (3,3%),

Atividades administrativas (3%),

Alojamento e alimentação (2,8%),

Seguros e serviços financeiros (2%).

O trabalho realizado em conjunto com Genova for Yachting - permitiu construir um modelo de medição de impacto articulado e particularmente completo, alimentado por dados de entrada muito detalhados e específicos, considerando a alta capacidade de ativação econômica e de emprego para o benefício da cidade e de toda a região.


O estudo confirma que a Economia do Mar é altamente estratégica para o crescimento do território e para a recuperação econômica diante de um crescente mercado mundial de iates e, portanto, uma ótima oportunidade.


Por: Redação Mundo Mar

Fotos: Mundo Mar