Imagem com Logo e Redes Sociais do Mundo Mar

VLADIMIR PUTIN e o Iate de luxo "PRESIDENCIAL"

O homem que comanda a Rússia a duas décadas também gosta de navegar.


Nas poucas imagens que existem dele no Iate às margens do Mar Negro, Putin esta a bordo de um iate de luxo de 54 metros de comprimento, um tamanho "ridículo" se comparado aos caprichos flutuantes em que navega a oligarquia russa;

Roman Abramovich, proprietário do Chelsea FC por exemplo, acaba de aumentar sua coleção de iates ao receber o Solaris (140 metros), embora o Eclipse (162 metros) continue sendo a joia da coroa.



De acordo com a mídia russa independente, o Chayka faz parte da flotilha de iates do Kremlin. Em um dos poucos documentos existentes com informações sobre a propriedade do navio, um registro de navios de 2017 do Registro Marítimo de Navegação da Rússia (RS), o iate pertence à "empresa estatal de abastecimento do departamento administrativo do presidente da Federação Da Russia".



O iate foi construído em 2009 pelo estaleiro turco Proteksan Turquoise para um empresário italiano e lançado com o nome de Leo Fun .


Como muitos proprietários de grandes Iates costumam fazer, o proprietário deixou seu barco disponível para aluguel quando não planejava navegar nele. Diz-se que Vladimir Putin descobriu o barco durante um desses serviços de aluguel. E ele deve ter gostado a de estar a bordo, já que em 2011 ficou claro que o governo russo comprou o iate para Putin receber seus convidados durante as Olimpíadas de Inverno de Sochi em 2012. O navio foi renomeado para Sirius e logo depois foi renomeado para ser chamado pelo seu nome atual .



O estaleiro descreve sua criação como um iate de exploração moderno e luxuoso , preparado para realizar travessias transatlânticas e expedições de mais de 4.000 milhas de maneira confortável. Destaca-se também os seus enormes espaços exteriores e interiores, com capacidade para acolher grandes recepções luxuosas ou sofisticados eventos noturnos no deck.

O 'Leo Fun' é avaliado entre 30 e 40 milhões de euros .



Com projeto externo de Paolo Caliari, o casco de aço mede 53,7 metros de comprimento por 9,4 de viga e tem calado de 3,05.

O Chayka abastece até 100.000 litros de combustível e navega a uma velocidade máxima de 17 nós, impulsionado por quase 4.000 cavalos de potencia.


Não se sabe a que obras de recondicionamento e melhorias o Chayka sofreu nos últimos anos, embora tenha saído do estaleiro com capacidade para acomodar 12 hóspedes nas cabines e com uma tripulação de 11 pessoas.



Com um refeitório de 100 metros quadrados, além de todos os extras que um super iate que se preze exige: piscina, jacuzzi, academia, churrasqueira, clube de praia e outros.

Já a área reservada ao Putin inclui cabine com cama XXL, closet, escritório e banheiro completo.


Como um bom iate explorador de luxo, guarda em suas entranhas um arsenal de brinquedos aquáticos (pelo menos nos tempos em que se chamava Leo Fun ) com um barco, Jet skis e equipamentos de windsurf, pesca e mergulho.


Durante um encontro entre Vladimir Putin e Alexander Lukashenko, Presidente da Bielorrússia alguns detalhes da Chayka puderam ser vistos . A certa altura, os dois presidentes aparecem sentados a uma mesa em uma sala oval cujas paredes deslizantes podem ser escondidas para um espaço ao ar livre, quando as condições climáticas do Mar Negro permitem é claro.


Putin sempre quis projetar a imagem de um líder austero e muito desconfiado de sua privacidade, por isso as fotos e vídeos dele a bordo de um de seus iates presidenciais são materiais que farão parte do arquivo histórico do homem forte que comandante da Rússia.


Por: Redação Mundo Mar

Imagens: Divulgação Agência de notícias BelTA