top of page
Blue Ocean Elegant YouTube Channel Art (8).png

SSL anuncia novas datas das finais da Copa do Mundo de Vela



A Star Sailors League (SSL) e a Sailing Athletes Foundation (SAF) anunciaram nesta quinta-feira (17) as novas datas das finais da SSL Gold Cup. Os playoffs da Copa do Mundo de Vela serão realizados entre os dias 10 de novembro e 3 de dezembro de 2023.


A fase final da competição estava prevista para acontecer em novembro de 2022, no Bahrein, mas a organização decidiu adiar a disputa em razão das dificuldades de conciliar o calendário de diversos atletas que estavam confirmados na disputa pelo título.


Para sediar um evento do porte do SSL Gold Cup Finals, um grande número de fatores precisa ser levado em consideração. A equipe da SSL vem avaliando todos os fatores para garantir um evento de sucesso no ano que vem.


O calendário internacional de vela é um dos fatores que influenciam na organização dos eventos da SSL. Por isso, a organização entrou em contato com os principais eventos para encontrar uma agenda mais adequada para o maior número possível de velejadores do mundo.


O objetivo da SSL Gold Cup é atrair os melhores atletas de vela do planeta para representar suas seleções nacionais.


A SSL Gold Cup tem tudo a ver com os velejadores. Foi concebida e desenvolvida por grandes nomes da vela mundial. O formato é inspirado na Copa do Mundo de futebol, com disputa entre nações, que se enfrentam em eliminatórias para definir quem é a melhor do mundo.


Assim como um time de futebol, cada equipe da SSL Gold Cup é formada por 11 velejadores, com 8 a 10 atletas a bordo.


A Seleção Brasileira, ou SSL Team Brazil, tem grandes perspectivas na competição. O barco brasileiro ganhou em 2022 o patrocínio da Sertrading, uma das maiores empresas de comércio exterior do país, e da Subsea 7 S.A., que apoiarão o time comandado pelo cinco vezes medalhista olímpico Robert Scheidt.


A união entre Sertrading e Subsea 7 S.A com a Seleção Brasileira de Vela foi idealizada por Bruno Prada, companheiro de Robert Scheidt nas medalhas de Pequim 2008 e Londres 2012, e CEO do barco brasileiro.


A SSL terá ao todo 40 equipes, que se enfrentarão numa espécie de mata-mata. O Brasil já está garantido na fase oitavas-de-final, uma vez que se classificou entre os 25 melhores do ranking da SSL até a data limite do corte, em janeiro deste ano.


O SSL Team Brazil

Alfredo Rovere – proa

Martine Grael – estratégia & grinder

Henry Boening Maguila – grinder

Kahena Kunze – segundo trimmer e grinder

Juninho de Jesus – pit & runners

Gabriel Borges – trimmer & jib/gennaker

Mário Trindade: trimmer & grande/trav

Joca Signorini – tática e grinder

Robert Scheidt – timoneiro

Henrique Haddad (Giga) – tripulante, coach e observador.

CEO: Bruno Prada

Confira o ranking completo em https://www.starsailors.com/ranking.



Kommentare


bottom of page