Imagem com Logo e Redes Sociais do Mundo Mar

O Salão Náutico de Veneza começa amanhã

Salão Náutico de Veneza volta ao Arsenale com a segunda edição e duplica o numero de barcos expostos.



O Salão Náutico de Veneza abre sua segunda edição amanhã pela manhã com uma cerimônia de inauguração que será realizada na área de Scali na presença do prefeito da cidade, Luigi Brugnaro , acompanhado pelo presidente do Senado, Maria Elisabetta Alberti Casellati.

O Salone retorna e parte da sua missão parece já ter sido cumprida: trazer a Arte Naval de volta ao local onde nasceu, reiniciar não só o Arsenal de Veneza mas também toda a cidade e a economia náutica no ano em que comemora 1600 anos da fundação de Veneza .

De 29 de maio a 6 de junho Veneza volta a ser Rainha dos Mares - declara o prefeito Luigi Brugnaro - O recomeço da cidade passa também pelo Boat Show, fortemente desejado para relançar uma economia que sempre fez parte da história de Veneza e que ainda hoje se confirma como referência para toda arte naval nacional e internacional. A Excellence encontra o lar onde nasceu: o Arsenale sempre foi um local de construção, trabalho e inovação e é precisamente isso que, com esta edição, queremos selar. O futuro do nosso país também pode contar com eventos como o Boat Show, capaz de atrair não só a economia italiana mas também as nações vizinhas que há séculos mantêm uma parceria histórica com Veneza. A ligação entre a náutica e o esporte, que se comemora nove dias a partir de amanhã, também vem com a festa pela vitória do Venezia Calcio na Série A, confirmando que o recomeço da cidade finalmente começou ”.

Veneza e todo o Vêneto têm uma posição importante no setor náutico nacional que movimenta cerca de 4,5 bilhões e é uma das primeiras regiões em produção e consumo. Os expositores praticamente dobraram: de 87 participantes na primeira edição deste ano passamos para 150, enquanto os barcos são 220 contra 102 na edição de 2019.

Após a inauguração institucional, as “estreias mundiais” serão apresentadas exclusivamente ao público. Outro evento importante será o talk show dedicado à America's Cup , do qual participarão Max Sirena, Gillo Nobili e Tomasso Chieffi e durante o qual, pela primeira vez desde o final das regatas, a Prada Cup conquistada em Auckland por Luna Rossa estará em exibição ao público.

Entre as novidades da Mostra, o estaleiro Milyus estará pela primeira vez em Veneza com um barco de 23 metros, o 76FD (Flush Deck) : é um grande veleiro produzido por um estaleiro italiano sediado perto de Piacenza. É o carro-chefe dos veleiros, projetados por Alberto Simeone e construídos com tecnologias de ponta, em carbono, que também obtém resultados em regatas. É um barco considerado totalmente customizado: os proprietários podem escolher suas configurações.


Estamos chegando a Veneza pela primeira vez, e é uma estreia ainda mais rica de impulso e positividade porque coincide com o reinício de todo o nosso setor - declara Valentina Gandini, CEO da Mylius Yachts - Estamos voltando das primeiras regatas da primavera em Portofino e Capri, onde Mylius se destacou pela velocidade. O setor náutico voltou a respirar um clima de participação comum, abrindo uma nova temporada para o setor. Este mesmo espírito nos traz a Veneza, a primeira das feiras internacionais onde pretendemos consolidar a identidade empresarial e da nossa marca. Trabalhamos constantemente na inovação em termos de desenvolvimento e sustentabilidade e na nossa peculiar mistura de funcionalidade, performance e estética, que fazem dos nossos barcos uma expressão do estilo italiano e experiências reais para os amantes do mar. O piloto / cruiser 76FD full carbon que exibimos em Veneza é um exemplo desta síntese: os barcos Mylius são projetados em cooperação com o cliente com personalizações e soluções feitas sob medida para atender às necessidades polivalentes tanto em cruzeiro como em regatas". Outro exclusivo do Boat Show de Veneza é Magellano 25 em sua versão Timeless , uma das últimas do grupo Azimut Benetti, exibida pela primeira vez na Europa, que combina o design exterior de Ken Freivokh com interiores personalizados pelo escritório de estilo Azimut, com base no conceito e no projeto arquitetônico dos interiores de Vincenzo De Cotiis.

Destinada a uma navegação sem limites com grande conforto, a sua exposição a poucos metros da Bienal de Arquitetura tem um significado particular para o interesse do estaleiro pelo design. “ O evento de Veneza é antes de tudo uma oportunidade para nos encontrarmos com os clientes do Adriático, depois da longa parada das principais feiras - afirma Marco Valle, CEO do Grupo Azimut Benetti - Neste momento, em que o País se reinicia aos poucos , esperamos que a indústria náutica possa representar um motor da economia e uma bandeira do Made in Italy de excelência ”. O Grupo Ferretti mais uma vez faz o papel de protagonista com duas estreias mundiais em Veneza: o Ferretti 1000 , o maior construído com a marca histórica da qual nasceu o grupo, e o 43 Wallytender na versão de popa, um barco particular com laterais que podem ser abertas, que mesmo com o uso de motores de popa transformam a popa em uma pequena praia.


Nesta edição, grande atenção é dada à sustentabilidade com um cais dedicado à navegação elétrica: alguns produtos de particular interesse serão exibidos como o barco sueco Candela , uma lancha com propulsão elétrica capaz de navegar em modo foiling até 30 nós de velocidade, máximo com um alcance de 50 milhas. Em suma, pode subir na água e isso reduz drasticamente a resistência e a produção de movimento das ondas, por isso pode ser considerado muito interessante para a navegação em Veneza. No campo da vela, a Itacatamarans - construída na Itália por um grupo de jovens - apresenta o catamarã 14,99 à vela que pode navegar de forma independente, produzindo energia durante a navegação graças a hélices e painéis solares. Dentro do Veneza Boat Show acontecem inúmeros eventos culturais no Arsenale: todos os dias acontecem conferências dedicadas à navegação e ao mar, sustentabilidade ambiental e mudanças climáticas em colaboração com instituições nacionais e internacionais com a direção científica. Pelo engenheiro Carlo Nuvolari . Além disso, durante os nove dias do evento, foram planejadas dezenas de oficinas educativas, em colaboração com a Muve, voltadas para crianças e famílias, espetáculos esportivos, exposições de arte e muito mais


Tudo isso você vai acompanhar aqui direto da redação Mundo Mar e também no nosso Canal no Youtube https://www.youtube.com/c/MundoMarPrograma onde mostraremos com exclusividade tudo que acontece neste evento que vem para mostrar o retorno do setor náutico com motores avante em mais uma região do nosso Mundo Mar.


Por: Redação Mundo Mar

Fotos: Divulgação