Imagem com Logo e Redes Sociais do Mundo Mar

Copa Brasil de Vela de Praia reúne mais de 150 velejadores



A inédita etapa de Arraial do Cabo (RJ) da Copa Brasil de Vela de Praia chegou ao fim neste domingo (15) na cidade da região dos lagos do estado do Rio de Janeiro. A competição contou com mais de 150 velejadores de nove estados diferentes. A competição realizou regatas para as classes Ilca 6, Ilca 7, Snipe e Hobie Cat 14 e 16, Dingue, Optimist, IqFoil e WingFoil.


A competição valeu como avaliação para definir a Seleção Brasileira de Vela Jovem nos XII Jogos Sul-Americanos de Assunção 2022, que serão realizados em outubro deste ano. As categorias Snipe (misto) e Ilca 6 e 7 estarão nesta edição dos Jogos Sul-Americanos.


A competição foi organizada pela Confederação Brasileira de Vela e teve apoio da Prefeitura de Arraial do Cabo e as suas Secretarias de Governo, Eventos, Esporte e Lazer, Turismo, Ambiente e Saneamento, Fundação do Meio Ambiente e Associação de Meios de Hospedagem de Arraial do Cabo (AMHAR).


"Sucesso total, os velejadores adoraram, é uma raia nova, contamos com a estrutura desse novo lugar. Recebemos muito apoio da Prefeitura e da comunidade, é o clima que a gente quer. Temos show todo dia, show para os velejadores, show para a cidade, estamos unindo a comunidade com o esporte, é o primeiro de muitos que vem por aí, assim eu espero".


"O Brasil tem uma costa maravilhosa, a gente quer cada vez mais se aproximar das Prefeituras porque elas que são donas dos espaços, temos praias maravilhosas no Brasil inteiro. Vamos mostrar que o Brasil é o melhor lugar do mundo para velejar", comentou Marco Aurélio de Sá Ribeiro, presidente da CBVela.


Foram premiados, dependendo da classe, os atletas por categoria, gênero (feminina, masculina ou mista), sub-23, Master, estreantes (caso da Optimist) e geral. Das categorias presentes no Sul-Americano, no Snipe misto a dupla vencedora geral foi Nick Grael e Alice Brandão. No ILCA 6 o campeão geral foi Erick Carpes e no Ilca 7, o vencedor geral foi Felipe Fraquelli, ambos com 16 pontos perdidos.


"Embora todo velejador seja importante para a CBVela, evidente que é no jovem que a gente repousa nossa esperança de renovação, de continuidade no esporte, é necessário que a Confederação faça um trabalho diferenciado com a Vela Jovem, não que a gente não vá atender os demais velejadores, mas é na vela jovem que se projeta os futuros campeões, é preciso estar sempre de olho. A gente que dar muita oportunidade, observar de perto, tínhamos aqui dois técnicos para observar os jovens de perto", completou o presidente da CBVela.


Leia mais aqui - https://onboardsports.pressroom.com.br/4069477060/copa-brasil-de-vela-de-praia-reune-mais-de-150-velejadores-em-arraial-do-cabo-rj.html


Texto: Katarine Monteiro | On Board Sports

Foto: Gabriel Heusi