Imagem com Logo e Redes Sociais do Mundo Mar

CBVela adota iniciativas para aumentar participação feminina na modalidade


A Academia Brasileira de Vela, em seu programa de desenvolvimento da modalidade, coleta regularmente os dados das atletas brasileiras em parceria com o COB - Comitê Olímpico Brasileiro e a CBVela - Confederação Brasileira de Vela.


O objetivo principal é mapear as velejadoras e aumentar a participação feminina nas regatas pelo Brasil, alinhada com o plano estratégico da World Sailing (Federação Internacional de Vela) desenvolvendo uma rede náutica ativa. A ideia é que mais meninas integrem equipes de regata, tanta nas provas de oceano, quanto em competições de monotipos.


Alinhado com o tema, o Comitê de Desenvolvimento Feminino da Confederação Brasileira de Vela lançará nesta terça-feira (8), no Dia Internacional da Mulher, uma cartilha de boas práticas, focada na Vela Feminina.


''Março é o mês internacional das nossas velejadoras. Vamos seguir fomentando e fortalecendo ainda mais a presença feminina nas raias! Em pouco tempo, campanhas de incentivo ou fomento neste sentido não precisarão ser feitas'', disse Marco Aurélio de Sá Ribeiro, presidente da CBVela.


O trabalho realizado com as mulheres na CBVela já reflete em bons resultados alcançados nas Olimpíadas. Oito anos depois do bronze na 470, Martine Grael e Kahena Kunze fizeram história ao levar o ouro da classe 49er FX na Rio 2016. Em Tóquio 2020, a duas repetiram o feito e conquistaram o bicampeonato.


O presidente Marco Aurélio de Sá Ribeiro elogiou a iniciativa e colocou uma meta importante de que 50% da comissão técnica nos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024, seja composta por mulheres.


''Incentivamos também as mulheres a assumirem mais posições nos clubes e nas federações estaduais, onde atualmente a presença masculina é predominante. Assim as mulheres ganham mais presença e representatividade na Assembleia da CBVela'', pontuou o presidente da CBVela em entrevista no ano passado.


Cadastro das velejadoras - https://forms.gle/nFrT86vXmrDy9viG8


Recentemente, a Confederação e pela Academia Brasileira de Vela anunciaram medidas como a realização de festivais voltado para as mulheres, workshops para capacitação de treinadoras, oportunidades de cursos e estágios no exterior para gestão no esporte e bolsas de estudos para se capacitar dentro da própria Academia.


Sobre a CBVela


A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.