top of page
Blue Ocean Elegant YouTube Channel Art (8).png

Brasil confirma vaga da ILCA 6 em Paris 2024



A vela do Brasil assegurou mais uma vaga olímpica para Paris 2024 nesta terça-feira (9). A atleta Gabriella Kidd confirmou um representante do país nos Jogos após a disputa do Mundial de Laser Radial (ILCA 6) em Mar del Plata, na Argentina.


Como resultado, o Brasil conquistou a vaga realocada pelos Jogos Pan-Americanos de Santiago-2023, já que o Uruguai conseguiu a entrada direta via Mundial de ILCA. Kidd, no entanto, agora precisa confirmar o índice da CBVela nos próximos eventos para defender o país.


''Consegui a vaga para o Brasil e para a Olimpíada e estou feliz com o resultado final e de cada dia ir evoluindo e recuperar posições. Obrigado pela torcida'', comemorou Gabriella Kidd, que representou o Brasil em diversos eventos internacionais como Jogos Sul-Americanos e Pan-Americanos.


O Brasil volta a conquistar uma vaga no Laser feminino após ficar de fora em Tóquio 2020. Na Rio 2016, o país teve representante, mas foi por ser país sede.

Outros nomes da vela já estão em Paris 2024. Bruno Lobo conquistou a vaga na Fórmula Kite durante o Mundial de Vela de Haia 2023, enquanto Mateus Isaac assegurou seu lugar na IQFOIL no mesmo evento.


Samuel Albrecht e Gabriela Nicolini  garantiram a vaga do país na classe Nacra durante os Jogos Pan-Americanos, mas precisam passar por uma seletiva para definir quem vai. As bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze na categoria 49erFX já estão em Paris 2024.


Campeonato Mundial Masculino de ILCA 6


O Campeonato Mundial Masculino de ILCA 6 também será disputado em Mar del Plata, Argentina, onde 186 barcos de 30 países vão disputar o pódio. O evento inicia na sexta-feira (12), enquanto as regatas começam no domingo (14)./


O Brasil estará bem representado no masculino com Bruno Amaral, Antonio Cavalcanti Rosa e Andrey De Oliveira Godoy. Na categoria Júnior, os atletas serão Gustavo Canovas Kiessling, Luiz Felipe Giagio, Vicente Schirmer, Frederico Siebert Francavilla e Thomas Vives Potthoff.


Apoio à vela Jovem


A vela brasileira tem como destaque o Núcleo de Base do programa da Confederação Brasileira de Vela - CBVela junto ao Ministério do Esporte pelo Convênio 920223/2022.


O projeto ajuda no fomento à modalidade desde o ano passado. Sede da Rio 2016 e de outros grandes eventos da vela, a Marina da Glória, na capital fluminense, recebe adolescentes entre 13 e 17 anos para treinos visando eventos nacionais e internacionais da Vela Jovem. Outros campings de treinamento foram realizados no Clube Naval Charitas, em Niterói (RJ). 


O trabalho leva jovens atletas a se aperfeiçoarem na modalidade, com o propósito de levá-los ao alto rendimento, incluindo participações em classes olímpicas e pan-americanas.


Sobre a CBVela


A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).


A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.


Foto: Matias Capizzano

Comments


bottom of page