top of page
Blue Ocean Elegant YouTube Channel Art (8).png

Barco Ambipar Response estreia em 2023 na Copa Mitsubishi



A equipe do veleiro Ambipar Response está animada para participar da primeira regata da temporada de 2023. No sábado, dia 11 de março, eles vão competir na Copa Mitsubishi, na raia de Ilhabela, em São Paulo, com seu barco de alta performance, buscando uma posição de destaque.


Os velejadores que compõem a equipe Ambipar são os mesmos do Phytoervas 4Z, um veleiro de Santos. Marcelo Bellotti é responsável pela parte estratégica nas regatas e está confiante na performance do Ambipar Response, que carrega uma história rica em títulos nas águas.


“Será uma grande responsabilidade para toda a equipe. É um barco ótimo para velejar, muito rápido, e esperamos brigar pelas primeiras colocações”, afirmou Bellotti.


“É um barco mais pesado, que necessita de uma condição de vento maior. A gente tem tudo para fazer uma boa regata! Estamos todos empolgados e vamos buscar extrair o melhor do barco, que na minha visão tem um dos mais lindos designs do Brasil”, concluiu.


A equipe do Phytoervas teve um excelente desempenho no último sábado, vencendo a regata Volta da Ilha das Cabras em Santos. A estratégia de adotar a equipe do Phytoervas se deve ao entrosamento dos atletas.


O desafio agora será na cidade de Ilhabela, conhecida por suas disputas acirradas e ventos variáveis ao longo do dia, de fraco para forte.


Sobre a Ambipar, a empresa é uma vertical do grupo Ambipar e é especializada em gerenciamento de crises e atendimento a emergências. Ela possui 6 unidades de negócios: Emergency Response, Fire Response, Industrial Response, Marine Response, Environmental Response e Medical Response. A empresa atua no atendimento a emergências ambientais em diversos locais, como rodovias, ferrovias, aeroportos, portos, terminais portuários, indústrias, mineradoras e dutos. As bases operacionais estão localizadas estrategicamente nos 6 continentes para prestar o melhor atendimento em gestão de crises e atendimento a emergências onshore e offshore.





Comments


bottom of page