Imagem com Logo e Redes Sociais do Mundo Mar

Velas Latinoamerica 2022: sete países participam de evento que começa no Rio de Janeiro


O Bicentenário da Independência do Brasil é no dia 7 de setembro deste ano, mas as comemorações iniciaram neste fim de semana.


O Rio de Janeiro é sede do evento Velas Latinoamerica 2022, entre os dias 13 e 20 de fevereiro.


O evento, que acontece de quatro em quatro anos, reunirá navios de sete países das Américas (Brasil, Argentina, Colômbia, Equador, Peru, Uruguai e México). O Brasil é o país anfitrião desta edição e tem como representante o Navio-Veleiro (NVe) “Cisne Branco”.


“O maior objetivo do evento é fortalecer os laços de amizade e profissionalismo, por meio do intercâmbio operacional e cultural entre as marinhas latinoamericanas”, afirmou o porta-voz do Velas Latinoamerica, Capitão de Mar e Guerra Claudio Sousa Freitas.


No domingo, a cidade do Rio de Janeiro foi palco do desfile que ocorrerá a partir das 8h, quando os sete veleiros participantes passarão pelas praias da Barra da Tijuca, São Conrado, Leblon, Ipanema e Copacabana. Quem for à orla carioca poderá ver de perto os navios “Cisne Branco” (Brasil), “Libertad” e “Bernardo Houssay” (Argentina), “Guayas” (Equador), “Unión” (Peru), “Capitán Miranda” (Uruguai) e “20 de Julio” (Colômbia). O navio mexicano “Cuauhtémoc” não participará da etapa brasileira.


O evento acontece de 13 de fevereiro a 28 de junho, nos mares da América do Sul e do Caribe. São 13 portos em 11 países!


“O evento reúne veleiros que fazem parte da formação marinheira. Não se trata apenas do presente, mas também do futuro. Os jovens estão sendo educados nos veleiros para serem esse futuro de paz e estabilidade”, ressaltou o Comandante do Navio-Veleiro “Cisne Branco”, Capitão de Mar e Guerra Marcos André.


Durante o evento náutico, ao longo de quatro meses, os navios veleiros visitarão as mais importantes cidades e portos do Brasil, Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Equador, Panamá, Colômbia, República Dominicana, Curaçao e México.


“O Velas Latinoamerica está na sua quarta edição, ou seja, é um evento náutico consolidado e já historicamente estabelecido. Ele marca uma integração, irmandade e harmonia que existe entre as marinhas participantes”, disse o Comandante Marcos André.

Navio-Veleiro “Cisne Branco”

O NVe “Cisne Branco” exerce funções diplomáticas e de relações públicas, tendo como missão representar o Brasil em eventos náuticos nacionais e internacionais, divulgar a mentalidade marítima e preservar as tradições navais.


O “Cisne Branco” é o terceiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil e foi construído pelo estaleiro Damen Oranjewerf, em Amsterdã, Holanda. Teve sua quilha batida em 9 de novembro de 1998, foi batizado e lançado ao mar em 4 de agosto de 1999. No ano seguinte, foi submetido à Mostra de Armamento e incorporado à Armada brasileira em 9 de março.


Por ocasião da largada da Regata Internacional Comemorativa aos 500 Anos do Descobrimento do Brasil, percorreu a “Rota do Descobrimento”, de Portugal ao Brasil.


Foto: Fred Hoffmann