top of page
Blue Ocean Elegant YouTube Channel Art (8).png

Semana de Vela de Ilhabela: regatas serão de 20 a 27 de julho



A 51ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela está confirmada de 20 a 27 de julho no Yacht Club de Ilhabela. O evento terá as classes ORC, BRA-RGS, C30, Clássicos e RGS Cruiser, que passa a ter nova nomenclatura da Bico de Proa. São esperados mais de 100 veleiros de todo Brasil e de países vizinhos.


A competição de vela oceânica, considerada a maior da América do Sul, abre com a Regata Vela do Amanhã, no sábado (20/7), reunindo crianças e adolescentes de projetos sociais náuticos. Logo após será feita a reunião de comandantes para explicar as regras do campeonato. O tradicional Desfile dos Barcos da SIVI será realizado no Píer da Vila às 11h do domingo (21/7).


Na sequência será dada a largada oficial da regata Alcatrazes por Boreste - Marinha do Brasil para as equipes da ORC, BRA-RGS A e B. Ao mesmo tempo partem os veleiros da C30, RGS Cruiser, Clássicos e RGS C para a ilha de Toque Toque por Boreste.


''A Semana Internacional de Vela de Ilhabela é um dos principais eventos esportivos do país. Anualmente, a ilha recebe mais de 100 barcos e o número de participantes ultrapassa 700''.


''A cada ano vemos na mesma raia atletas olímpicos, velejadores profissionais e principalmente os amadores, que fazem da SIVI o grande encontro anual da modalidade'', disse o diretor de vela do Yacht Club de Ilhabela, Demian Pons.


A Regata Mitsubishi – Eduardo de Souza Ramos está confirmada na programação da SIVI 2024. o Campeonato por Equipes com um trio de ORC, Clássicos e BRA-RGS segue na programação e o vencedor leva o Troféu Penduick, que é transitório.


Todos detalhes do evento, incluindo regras gerais, local para atracar os barcos, horários de funcionamento serão enviados no Aviso de Regata. As inscrições para a Semana Internacional de Vela de Ilhabela serão abertas em breve.


O barco homenageado na 51ª edição será o MorgaZecK, do comandante Michele D'Ippolito. O veleiro finlandês é um Swan 48 fabricado em 1974 e disputa as regatas da Semana Internacional de Vela de Ilhabela na Clássicos.


''As regatas prometem novamente bastante diversão. Temos vários tipos de barcos correndo juntos, uns mais modernos e atualizados e outros que conservam o espírito esportivo mas não abrem mão da festa. Velejar em Ilhabela é sempre um show à parte, usando as raias do Canal de São Sebastião, as ilhas de Alcatrazes, Toque-Toque, Vitória, Búzios, e as pontas da Sela e das Canas'', contou Cuca Sodré, presidente da Comissão de Regatas.


Em 2023, o campeão geral foi o gaúcho Crioula, que repetiu o feito de 2022 com seu TP52. O barco ganhou também a Alcatrazes por Boreste, Regata Eduardo Souza Ramos e Mitsubishi. Na divisão B, o grande campeão foi o Kamikaze.


O vencedor geral do BRA-RGS e dos Clássicos foi o Madrugada, barco histórico que já foi homenageado pela SIVI. Na RGS A, o ganhador foi Pangea Speed Max Racing, que levou também o Brasileiro de BRA-RGS 2023. Na divisão B, quem ficou em primeiro foi o Azimute e na C o Plancton.


Entre os 130 barcos, 12 deles vieram da Argentina. E o único que foi campeão foi o Odoya na Crusier, naquele ano chamada de Bico de Proa. Nas divisões A, B e C da Bico de Proa, os vencedores foram Blue Wind, Odoya e Cambada I.


A 51ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela é organizada pelo Yacht Club Ilhabela (YCI), com apoio da Prefeitura Municipal de Ilhabela, CBVela - Confederação Brasileira de Vela e ABVO - Associação Brasileira de Veleiros de Oceano.


Foto: Matias Capizzano


Comments


bottom of page