Imagem com Logo e Redes Sociais do Mundo Mar

Duelo de gerações na etapa de Arraial do Cabo (RJ) da Copa Brasil de Vela de Praia



As regatas da Copa Brasil de Vela de Praia começaram para seis classes do calendário de disputas nesta quinta-feira (12) na etapa de Arraial do Cabo (RJ), região dos Lagos do estado. As categorias Ilca 6, Ilca 7, Snipe, Hobie Cat e a iQFOiL (F/M) tiveram provas na data de abertura. As classes Dingue, Optimist e Wingfoil (F/M) começam nesta sexta-feira (13). A sede do evento fica na areia da Praia dos Anjos, área central da cidade.


O campeonato, organizado pela CBVela - Confederação Brasileira de Vela, reúne nove classes e terá provas até o domingo (15). A cerimônia de abertura do evento foi realizada na manhã desta quinta-feira (12) e contou com a participação de autoridades de Arraial do Cabo (RJ), como a presença do Prefeito da cidade, Marcelo Magno, e do Secretário de Turismo, Marcos Simas. Marco Aurélio de Sá Ribeiro, presidente da CBVela, também esteve presente na abertura do evento.


''Estamos aqui em Arraial do Cabo, uma das cidades mais lindas do mundo. Para a gente é uma honra receber uma competição da CBVela. É muito importante para nós incentivar a atividade dos jovens no esporte! Já houve uma conversa para acontecer este evento aqui na cidade e o intuito é continuar realizando durante anos! Vejo que é muito importante fomentarmos a prática da vela, é um esporte olímpico e para a cidade é fundamental a realização do esporte!”, disse Marcelo Magno, Prefeito de Arraial do Cabo.


O campeonato conta com a presença de jovens atletas mas também com velejadores masters já experientes, como Roney Andrade (o Papito), de 59 anos, que veio da Bahia para correr de Hobie Cat 16 com o proeiro Ícaro Carneiro.


"Estou com boas expectativas para fazer um bom campeonato e chegar na frente! A Copa de Vela realizada assim na praia é sensacional e espero ter um bom desempenho. É minha primeira oportunidade velejando aqui em Arraial do Cabo! A classe é ótima e também muito rápida. Acredito que a cada ano que passa é uma classe que fica mais rápida e disputada", disse Papito.


Outro atleta com grande experiência é Alcir de Barros Cachapuz do Clube Naval Charitas (CNC). O velejador de 69 anos é o mais velho entre os inscritos.

"É um prazer imenso participar com essa garotada! Não é mais minha faixa de idade, mas próximo dos 60 anos é muito bom treinar com eles! Eu sou o mais experiente na competição e fico muito feliz! Já velejei na Europa e lá é comum uma categoria master, com pessoas até mais velhas que eu. Já velejo há 30 anos e a dica para os jovens conseguirem me acompanhar, é velejar muito! Sempre buscar treinar!", contou o velejador de Ilca 6.


Na mesma classe estão jovens atletas como Gustavo Kiessling (YCSA), Francisco Dal Ri (CDJ) e Vicente Campos (CNC), os três com 13 anos de idade.


A etapa da Copa Brasil de Vela Jovem é válida também como avaliação para a convocação da Equipe Brasileira de Vela Jovem para os XII Jogos Sul-Americanos de Assunção 2022, que ocorrem no mês de outubro na capital paraguaia. As regatas serão em Encarnación e terão as seguintes classes: Sunfish (masculina e feminina), ILCA 7 e 6, iQFoil (masculino e feminino) e Snipe misto.


Resultados do primeiro dia de regatas


Com ventos de no máximo 20 nós, as regatas desta quinta-feira (12) foram marcadas por boas performances nas seis classes. A Hobie Cat 16 teve as duas regatas do dia vencidas pelo casal Felipe e Geisa Frey.


“Para nós foi um dia bom! Vento um pouco rondado, com rajadas! Foi um pouco difícil, mas conseguimos superar o velejador Cláudio. Acredito que fizemos melhores manobras na parte final, recuperamos e passamos. A expectativa para a próxima regata é de pouco vento, então vamos ver como será na prova. Primeira vez velejando em Arraial e estamos achando lindo!”, disse Felipe.


Na IQFoil, uma das novidades para as Olimpíadas de Paris 2024 e com cada vez mais adeptos no mundo, foram realizadas quatro regatas no dia. "Foi muito bom hoje! O vento estava entre 12 e 20 nós, com um mar liso e consegui ser rápido. Consegui tirar dois segundos no primeiro e fiquei empatado com outro velejador da Bahia. Fizemos quatro regatas de IQFoil, uma classe nova, que foi lançada faz dois anos para as Olimpíadas", falou Guilherme Plentz do Clube dos Jangadeiros do Rio Grande do Sule integrante do Inaê Amstel Ultra.


A Ilca 7, uma das classes mais disputadas do programa, teve Mathias Reimer na frente no resultado provisório. O dia contou com três regatas para a classe.

“Foi um dia bom para velejar, com três regatas! Um vento forte e deu para fazer bastante força durante as regatas! Amanhã (13) a previsão não é tão boa, mas o objetivo é manter uma boa colocação!”, falou Mathias.


As áreas de competição são na Enseada de Arraial do Cabo entre a Praia dos Anjos, Ilha do Farol e a Ilha dos Porcos. Os percursos são no formato barla-sota, trapezoidal, slalom ou triangular conforme descrito nas instruções de regatas a critério da Comissão de Regata.


A Copa Brasil de Vela é organizada pela Confederação Brasileira de Vela, com apoio da Prefeitura de Arraial do Cabo e as suas Secretarias de Governo, Eventos, Esporte e Lazer, Turismo, Ambiente e Saneamento, Fundação do Meio Ambiente e Associação de Meios de Hospedagem de Arraial do Cabo (AMHAR).


Sobre a CBVela


A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).


A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.


Texto: On Board Sports

Foto: Gabriel Heusi