top of page

Cerimônia de abertura do Mundial da Juventude



A cerimônia de abertura da 52ª edição do Mundial da Juventude foi realizada neste sábado (9) nas ruas de Búzios (RJ). Atletas, treinadores e familiares de 62 países participantes estiveram no tradicional desfile das bandeiras e o ritual das águas.


Representantes de cada um das nações levaram uma garrafa com amostra de água de seus países e despejaram em um recipiente. Após a festa realizada próxima a Rua das Pedras, tradicional ponto turístico de Búzios (RJ), as águas foram jogadas no mar.


A escolhida para representar o Brasil na cerimônia foi a catarinense Lívia , que disputará o Mundial da Juventude ao lado de Clara Meyer na 29er. Ambas estavam devidamente com os rostos pintados de verde-e-amarelo. O país terá ao todo 13 atletas na disputa internacional.


''É muito legal participar desse evento e interagir com atletas de todas as nações. Estamos muito bem preparadas para essa disputa e representar o Brasil. Viemos para Búzios treinar muitas vezes. Estar em casa ajuda com o idioma, é uma tranquilidade a mais'', contou a atleta Lívia Nogueira, que ficou em décimo na edição 2022 do Mundial, disputado em Haia. 


O Mundial da Juventude é chancelado pela World Sailing - Federação Internacional de Vela e organizado no Brasil pela CBVela - Confederação Brasileira de Vela contará com mais de 400 velejadores.


O desfile das bandeiras e a cerimônia das águas animaram não só os atletas de até 19 anos, mas também turistas e comunidade local. Ritmistas de uma escola de samba da cidade abriram a festa com os atletas vindo logo atrás e o DJ Blindado fez a festa com os jovens tocando músicas brasileiras conhecidas internacionalmente.


A vice-presidente da World Sailing, Cory Seitle, e o secretário de Esporte da Prefeitura Municipal de Armação dos Búzios, Gugu Braga, abriram oficialmente a 52ª edição do Mundial da Juventude.


''Os Campeonatos Mundiais de Vela Juvenil sempre foram um evento emocionante no calendário. Um lugar onde os jovens velejadores mais talentosos do mundo têm a oportunidade de brilhar, de se destacarem e de darem os próximos passos nas suas carreiras''.


''Tivemos a sorte de ver alguns dos grandes nomes do esporte brilharem neste evento ao longo dos anos – incluindo a própria Búzios, em 2009 – e nos próximos oito dias esperamos criar mais lembranças e ficar incrivelmente impressionados com o nível de talento'', contou Cory Seitle.


Outras autoridades como o presidente do COB, Paulo Wanderley, o presidente da CBVela, Marco Aurélio de Sá Ribeiro, e os bicampeões olímpicos Torben Grael, Martine Grael e Kahena Kunze estiveram na cerimônia para prestigiar a nova geração da vela.


É a segunda vez que Búzios (RJ) e o Brasil sediam o Mundial da Juventude. Em 2009, a cidade viu nascer Martine Grael e Kahena Kunze, campeãs da 420 e a história logo após está sendo contada até hoje.


''Alguns aninhos atrás ganhamos nosso primeiro Mundial juntas aqui em Búzios, na classe 420. E hoje estamos na mesma raia nos preparando para Paris 2024 na mesma sintonia e parceria! Boa sorte para todos os brazucas e aproveitem essa semana de Mundial em casa! É muito especial'', disse Kahena Kunze.


A competição juvenil começa pra valer nesta segunda-feira (11) com regatas para todas as classes inscritas. Serão realizadas mais 140 provas no período de competição nas três raias montadas de Manguinhos, Feia e Branca. Os clubes são ICAB - Iate Clube Armação de Búzios e Búzios Vela Clube.


Os percursos serão de barla-sota - entre bóias formando um oito, e em forma trapézio, obrigando os velejadores a testarem suas habilidades em ventos de popa e contrários. 


A Energisa é a patrocinadora oficial da Equipe Brasileira de Vela Jovem na disputa do Mundial da Juventude de Búzios 2023 por meio da Secretaria de Esporte e Lazer - Governo do Estado do Rio de Janeiro.


A marca francesa de dermocosméticos Avène é patrocinadora da CBVela - Confederação Brasileira de Vela. O acordo passa a valer a partir do mês de dezembro de 2023 e terá duração de 13 meses.


Apoio à vela Jovem


A vela brasileira tem como destaque o Núcleo de Base do programa da Confederação Brasileira de Vela - CBVela junto ao Ministério do Esporte pelo Convênio 920223/2022.


O projeto ajuda no fomento à modalidade desde o ano passado. Sede da Rio 2016 e de outros grandes eventos da vela, a Marina da Glória, na capital fluminense, recebe adolescentes entre 13 e 17 anos para treinos visando eventos nacionais e internacionais da Vela Jovem. Outros campings de treinamento foram realizados no Clube Naval Charitas, em Niterói (RJ). 


O trabalho leva jovens atletas a se aperfeiçoarem na modalidade, com o propósito de levá-los ao alto rendimento, incluindo participações em classes olímpicas e pan-americanas.


Foto: Heusi Action | CBVela

Commentaires


bottom of page