Imagem com Logo e Redes Sociais do Mundo Mar

Catarinense segue entre os líderes do Mundial de Optimist



O Arkas Optimist World Championship 2022 reúne 280 velejadores de até 15 anos de vários países e o Brasil está entre os protagonistas do campeonato de base. Após quatro dias de regatas, dois representantes do país estão entre os primeiros colocados na tabela.


Um deles é Erik Scheidt, filho do bicampeão olímpico Robert Scheidt. O jovem, que compete pela Lituânia por causa da mãe Gintare, está em segundo lugar após seis regatas. Já o catarinense Davi Neves é o quarto colocado na tabela de classificação. O líder do geral do Mundial de Optimist é o ucraniano Danyil Mykhailichenko.


A equipe brasileira está presente, além de Davi Neves, com Joana Freitas (66ª), Melissa Paradeda (75ª), Arthur Back (37º) e Zion Faria (74º). E na disputa por equipes, o Brasil passou muito bem para o segundo dia vencendo Canadá, a experiente Argentina e a tradicional seleção italiana.


''São mais de 30 equipes e nós e os EUA entramos para a final como os cabeças de chave. Tem muita coisa pela frente para a decisão de domingo, mas o resultado elevou o moral da garotada'', disse Guilherme Born, team leader da Equipe Brasileira de Vela.

''Conseguimos vencer times fortes, como Argentina e Itália com boa vantagem''.


O país está na disputa na Turquia para defender o título mundial da categoria conquistado no Lago di Garda, Itália, em 2021 pelo velejador de Ilhabela (SP) Alex Kuhl. Na oportunidade, o atleta de 15 anos ficou com a inédita conquista para a vela brasileira.


O evento mundial em Bodrum será realizado até 7 de julho.


Foto: Matias Capizzano