top of page
Blue Ocean Elegant YouTube Channel Art (8).png

Campeão mundial de Star integra equipe do Inaê Amstel Ultra no Circuito Rio


Equipe tradicional da vela oceânica, o Inaê Soto Amstel Ultra participou do 53º Circuito Rio, no Iate Clube do Rio de Janeiro. A competição reuniu 21 barcos, com sete regatas pelas águas da Cidade Maravilhosa e redondezas. O time de Santos (SP) quer aproveitar a experiência na competição para ajustar o time pensando nos próximos objetivos.


Comandada por Bayard Neto, a equipe paulista teve muitas caras novas na tradicional competição da vela nacional. O Inaê Soto Amstel Ultra terminou em 16º na classe ORC, com 52 pontos. Ainda assim, o clima é de exaltação, já que foram muitas adversidades.

Um dos novatos da equipe foi Samuel Gonçalves. Carioca, o atleta foi campeão mundial em 2015, ao lado de Lars Grael, na classe Star. No Inaê Soto Amstel Ultra, o experiente velejador ficou responsável pela vela mestra e aprova o desempenho coletivo.


"É uma equipe que está junta há anos e este é o terceiro barco diferente, sendo este o mais técnico e o mais rápido. Estão entrosados e executando as manobras, mas agora precisam agilizar. Foi um campeonato bom''.


''A gente não teve grandes avarias, no máximo uma tala quebrada na vela grande e outra na buja, enquanto outras equipes tiveram mastro quebrado e até tripulante caindo dentro da água. O saldo é positivo e a gente evoluiu muito ao longo da competição", comenta Samuel. Gonçalves


"Só agradeço o convite do comandante Bayard, desejar felicitações e sucesso. Só elogios à equipe, que é muito unida, e as manobras fluem. Foi meu primeiro campeonato com eles. Quem sabe eu não feche o circuito do ano que vem com eles", completa Gonçalves.


Além de Samuel, o Inaê teve Cainã Romero na proa, Gustavo Campos no mastro, Maurício Thomé na secretaria, Fernando Costa e Paulo Neto na trimagem da buja, Bayard no leme, Dalvino Machado e Luciano Vieira no runner. Thomé, aliás, é outro novato da equipe.


"Foi uma tripulação nova. Eu mesmo não estou com eles, mas a gente foi se ajeitando ao longo do campeonato e se entrosando. O último dia, por exemplo, foi o melhor. Não fomos mal, mas gostaríamos de ir melhor. As seis regatas nos exigiram muito, sendo quatro barla-sota e duas de percurso", analisa Maurício Thomé.


Projetos para 2023


O 53º Circuito Rio mal terminou e o Inaê já tem novos compromissos e sonhos para realizar. Agora, a equipe quer disputar um torneio internacional e fazer bonito na quarta etapa da Copa Mitsubishi, em Ilhabela (SP), entre 26 de novembro e 4 de dezembro.


"O resultado (no Rio) não reflete o que a gente fez. Ninguém se machucou, e a equipe foi

muito bem, conseguindo fazer todas as manobras, em uma regata muito técnica. Agora temos a Copa Mitsubishi, em Ilhabela, na regata Volta à Ilha. Depois, teremos uma regata no Canal de São Sebastião. E, no ano que vem, queremos realizar um sonho, que é competir em Punta del Leste (URU), provavelmente em janeiro, e depois, em fevereiro, uma regata em fevereiro. Na sequência, campeonatos do Rio e de Ilhabela", revela o

comandante Bayard Neto.


Sobre a Amstel Ultra


Ultra é um segmento novo de cervejas. Cervejas com baixa caloria. Além disso, Amstel Ultra é sem glúten e baixa em carboidratos, tudo isso com 4% de teor alcoólico. A única com pare de contar calorias. Quando a gente se diverte, não conta calorias. Ultra relembra que diversão não é oposto a uma vida mais equilibrada e oferece o melhor

produto para que o consumidor pare de contar calorias.


Amstel Ultra é a única cerveja com apenas 72 calorias, sem glúten, baixa em carboidratos e com 4% de teor alcoólico. Amstel Ultra, puro malte com menos calorias para você parar de contar calorias.

Beba com equilíbrio. Venda e consumo proibidos para menores de 18 anos.


Canais oficiais do barco:


bottom of page