top of page
Blue Ocean Elegant YouTube Channel Art (8).png

Barco OceansLab é o primeiro a projetar volta ao mundo 100% sustentável



O britânico Phil Sharp e a OceansLab anunciaram a primeira construção de barco da IMOCA a hidrogênio no planeta O veleiro terá um sistema pioneiro de energia com emissões zero com tecnologia de célula de combustível de hidrogênio. O IMOCA de 60 pés com foil é um projeto de Sam Manuard e está em construção com a Black Pepper Yachts na França.


O barco está confirmado em regatas como Transat Jacques Vabre deste ano, Vendée Globe 2024, Route du Rhum 2026 e The Ocean Race 2027. O objetivo é promover tecnologias limpas para o meio ambiente.


Este novo monocasco utiliza moldes existentes que foram reciclados e retrabalhados.

Com lançamento previsto para o meio do ano, o barco competirá na IMOCA Globe Series começando com a Transat Jacques Vabre, seguido por uma corrida de qualificação para a Vendée Globe 2024.


Gerida pela OceansLab, uma empresa de gestão desportiva sustentável, esta nova IMOCA terá uma campanha única e inovadora de regatas oceânicas com o objetivo claro de demonstrar tecnologias limpas escaláveis no setor marítimo.


''Os barcos de corrida IMOCA são os mais inovadores e extremos dos navios oceânicos. Eles são uma plataforma ideal para mostrar tecnologias limpas vitais, como células de combustível de hidrogênio, e provar sua durabilidade nos ambientes oceânicos mais hostis'', disse Phil Sharp.


O OceansLab será o primeiro barco de regata a integrar um sistema de energia hidrogênio-elétrica, tecnologia aplicável a uma vasta gama de embarcações comerciais e recreativas.


O sistema de energia de emissão zero da IMOCA alimentará toda a energia a bordo, além da propulsão fora das corridas.


''Substituir a energia dos combustíveis fósseis por soluções de energia renovável é um passo importante não apenas para o nosso esporte, mas para todo o setor marítimo''.


''Em última análise, estou navegando para vencer regatas, ao mesmo tempo em que provo que, usando as mais recentes tecnologias limpas, isso pode ser feito com emissões zero'', contou o velejador britânico.


Além da tecnologia de célula de combustível de hidrogênio, o OceansLab também demonstrará como outras inovações limpas, como materiais compostos recicláveis e energia solar fotovoltaica, podem funcionar juntas para criar um barco ecoeficiente.


O OceansLab IMOCA usará exclusivamente a tecnologia de célula de combustível de hidrogênio, graças a um 'Hydrogen Power Module', criado e desenvolvido pela equipe da qual Sharp é cofundador.



Texto: Flávio Perez | On Board Sports

bottom of page